Mercado Pago lança parceria com Habib’s para ampliar QR Code em 50%

Mercado Pago, fintech de pagamentos do Mercado Livre, fez uma parceria com o Grupo Habib’s, a fim de dar um passo estratégico para ampliar a quantidade de transações com seu QR Code. A parceria entra em vigor a partir desta sexta-feira (14).

Para impulsionar a parceria, clientes do Habib’s que pagarem seus pedidos com o QR Code do Mercado Pago terão descontos de até 80%. A promoção inclui as outras lojas do Ragazzo e Tendall Grill.

Com essa aliança, a expectativa do Mercado Pago é elevar em 50% a quantidade de transações realizadas com QR Code. “Fizemos uma parceria bacana, com potencial de engajamento. O combinado é tentar crescer o número de transações em 50% em dois meses”, disse ao 6 Minutos Rodrigo Furiato, diretor de carteira digital do Mercado Pago.

Essa estratégia é utilizada para convencer o consumidor a conhecer novas formas de pagamento. A expectativa é que uma parte dos novos usuários gostem da experiência com QR Code e passem a adotá-la com mais frequência.

Os descontos de até 80% serão dados na primeira compra acima de R$ 9,90.

Outras parcerias do Mercado Pago
O Mercado Pago tem parcerias com grandes redes, como Burger King, McDonald’s, Outback, Giraffas e Petz. Porém, a pandemia reduziu a quantidade de transações captadas em grandes redes, um reflexo do fechamento de lojas.

“Por mais que o processo de reabertura tenha começado, ainda há muita restrição de funcionamento. Já houve uma recuperação em relação ao final de março, mas ainda em patamar inferior ao verificado em janeiro e fevereiro”, disse Furiato sobre os pagamentos nas grandes redes.

Por outro lado, a pandemia acelerou o fechamento de parcerias com pequenos comerciantes. E a chegada do auxílio emergencial transferiu uma parte desse dinheiro para os novos sellers. “Percebemos um incremento de pagamentos em vendedores menores”, conta.

PIX pode ajudar
Furiato aposta na chegada do PIX para massificar a utilização do QR Code. Segundo ele, os varejistas que usam o código do Mercado Pago já estarão prontos para utilizar o PIX quando o sistema entrar em operação – o que deve ocorrer em novembro, segundo o Banco Central.

“O que vai acontecer é que o atendente da loja vai perguntar se a pessoa quer pagar com crédito ou débito. Se o cliente responder débito, abre margem para perguntar se prefere pagar com PIX”, afirma Furiato.

Para o lojista, esse tipo de pagamento reduzirá custos que ele tem hoje, como as taxas cobradas em cima dos pagamentos com maquininhas de cartão.

Leia também: Vendas do Mercado Livre chegam a US$ 5 bi no 2º trimestre, alta de 101,5%

As informações são do 6 Minutos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *